Terroir do Espinhaço

O Terroir do Espinhaço ocupa uma longa faixa de Minas Gerais, que vai do norte à região central do Estado. A sua característica principal é a presença da Serra do Espinhaço, uma cadeia montanhosa que se estende também pelo estado da Bahia. Os climas típicos são o tropical e o tropical de altitude.

A Serra do Espinhaço é considerada uma das maiores reservas da biosfera brasileira, abrigando grande parte dos animais e plantas ameaçados de extinção no estado de Minas Gerais. As comunidades locais receberam influências africanas, europeias e indígenas, o que torna a cultura da região ainda mais atrativa.

Há uma grande importância histórica da região, já que no século 18, época do Brasil Colônia, criou-se um trajeto oficial para escoar a exploração do diamante, o comércio de escravos e a expansão do povoamento, que hoje é conhecido como Estrada Real.

Alguns patrimônios naturais de Minas Gerais estão presentes no Terroir do Espinhaço, como o Parque Natural do Caraça e Serra do Cipó, com belíssimas cachoeiras, rios, grutas, picos e sítios arqueológicos.

  • SERRO PRODUZ QUEIJO COM REGISTRO DE INDICAÇÃO GEOGRÁFICA

    Além de ser um excelente destino histórico e ecológico, o município do Serro é muito famoso em todo Brasil pela produção do queijo. A história remonta a chegada dos portugueses da região da Serra da Estrela e implementaram e adaptaram a técnica da produção do queijo que tem características mais úmida e ácida.

    A tradição da criação de gado, que é base econômica da região, permitiu destinar grande parte do leite produzido nas fazendas da região para a produção do Queijo do Serro, que foi o primeiro bem no país a ser registrado como “patrimônio imaterial”.

Cidades

Alvorada de Minas

Capelinha

Conceição do Mato Dentro

Diamantina

Grão Mogol

Guanhães

Itamarandiba

Minas Novas

Monte Azul

Olhos d’Água

Porteirinha

Rio Pardo de Minas

Santo Antônio do Itambé

Santo Antônio do Rio Abaixo

Serra Azul de Minas

Serro

Salinas

Taiobeiras

Turmalina