Produtos de Minas

Minas Gerais representa uma das maiores diversidades gastronômicas do Brasil. Relevo, solo, microclima e o saber fazer dão origem a produtos únicos. Cada terroir apresenta diferentes características, que são identificadas naquilo que chega à mesa dos mineiros. Confira aqui um pouco da abrangência do que é produzido pelos mineiros.

Central

Taioba

central

A Taioba é uma planta que produz folhas comestíveis gostosas, rica em nutrientes e muito fácil de ser produzida, especialmente no verão. Em Minas Gerais, o cultivo da hortaliça para fins comerciais já existe, mas ainda não é em larga escala.

Salsa

central

A salsa, também conhecida como salsinha, é uma hortaliça de origem europeia, utilizado na preparação de molhos, salada e sopas. As variedades mais consumidas no Brasil são a portuguesa e a comum.

Própolis

central

O estado de Minas Gerais ocupa, a posição de maior produtor de própolis do país Enquanto a produção nacional gira em torno de 40 toneladas anuais, Minas, sozinha, coleta 29 toneladas por ano.

Mel

central

O município que lidera a produção de mel é Santa Barbara (MG). A região, o clima e florada são determinantes para a produtividade. Os apicultores trabalham com abelhas rainhas melhoradas geneticamente.

Licor

central

Licores cremosos e de frutas, geralmente produzidos de forma artesanal e com sabor sofisticado, capaz de conquistar os mais exigentes paladares. Em Sabará são feitos os famosos licores de jabuticaba.

Jabuticaba

central

A cidade de Sabará (MG) se faz representar entre outras riquezas, por seu ouro negro, a jabuticaba. Na cidade é possível “alugar” árvores carregadas de doces jabuticabas para degustar a fruta debaixo do pé e in natura.

Cerveja

central

Atualmente, Minas produz milhões de litros por mês em cervejarias. As cervejas artesanais mineiras vem ganhando espaço e prêmios internacionais. O Estado já ganhou um apelido carinhoso de “Bélgica Brasileira”.

Broa

central

No passado, a broa foi comida diariamente nas regiões montanhosas do norte de Portugal. Hoje, a broa de fubá com queijo é a cara de Minas Gerais. O quitute perfeito junto com um cafezinho.

Alface

central

A alface é a hortaliça mais utilizada nas saladas brasileiras. Cerca de 80% da alface produzida em Minas Gerais é comercializada diretamente pelo produtor em feiras livres e nas redes varejistas.

Cerrado

Cagaita

cerrado

Rica em vitamina C, com alto teor energético e baixas calorias, a cagaita é uma fruta que apresenta uma leve acidez. Tem casca fina e é bem suculenta. Não deve ser consumida em excesso, pois tem efeito laxativo.

Buriti

cerrado

A árvore do buriti dá fruto quase o ano todo. A polpa é levemente azeda e normalmente é consumida adoçada com açúcar. É a maior fonte de vitamina A do reino vegetal.

Umbu

cerrado

Com aroma doce e sabor delicado, o umbu é uma fruta regional muito sensível. Quando manipulada e transformada em polpa, torna-se muito versátil, sendo utilizada para elaborar sucos, sorvetes e geleias.

Baru

cerrado

Conhecida como a Castanha do Cerrado. Dentro do fruto, protegido pela casca dura, está uma amêndoa de alto valor nutricional, usada no preparo de pés-de-moleque, rapadura, paçoca, entre outros.

Murici

cerrado

Fruta de sabor e aroma intenso, agridoce, rica em vitamina C. É usada na fabricação de sucos, doces, licores, geleias e sorvetes.

Queijo da Serra do Salitre

cerrado

Normalmente envolto em uma resina comestível para proteger o produto e não interromper a maturação, o queijo da região tem acidez mais ressaltada e apresenta sabores mais picantes e salgados. Quanto mais tempo de maturação, mais ele evidencia a acidez e revela um fundo adocicado.

Requeijão

cerrado

Originalmente, o requeijão surgiu como um subproduto em fazendas perto de paradas ferroviárias em Minas Gerais. No Norte de Minas, o requeijão muda de cara, textura, formato e cor. Já na região do Serro, ele é despejado sobre formas recobertas com folhas de bananeira.

Quiabo

cerrado

O município de Paraopeba (MG) é o maior produtor de quiabo do país, e a atividade envolve em sua maioria agricultores familiares e pequenos produtores. O quiabo junto com o frango, é uma receita mineiríssima.

Queijo Canastra

cerrado

Produção remete a uma tradição de mais de 200 anos. Os queijos são vendidos frescos, com textura suave e sabor leve; meia cura, com mais de dez dias de maturação e massa mais firme; e curado, com mais de 22 dias de maturação, sabor marcante, picante e de personalidade.

Pequi

cerrado

Atualmente, Minas Gerais produz cerca de 30% de toda a produção brasileira de pequi, sendo o norte de Minas responsável por 22,34%. A exploração do pequi constitui importante geração de renda para inúmeras famílias mineiras.

Espinhaço

Feijão andu

espinhaco

Introduzido no Brasil pela rota dos escravos, esta espécie de feijão também é conhecida como feijão de corda ou feijão guandu. É tipicamente preparado com farofa, carne de sol ou maxixe.

Queijo do Serro

espinhaco

Alguns portugueses que ocuparam Minas Gerais em busca de ouro e diamante trouxeram a receita do famoso queijo da Serra da Estrela e começaram a produção do Queijo do Serro. Ele tem de cor amarelo claro, casca fina, massa macia, textura cremosa e sabor levemente ácido.

Ora-pro-nóbis

espinhaco

Rogai por nós, em português. Galinha caipira com ora-pro-nóbis é prato tradicional da culinária mineira. É servido cotidianamente nas cidades históricas do estado, como Diamantina (MG), Tiradentes (MG), São João Del Rey (MG) e Sabará (MG)

Cogumelo

espinhaco

Ainda pouco explorada no Brasil, a produção de cogumelos comestíveis tem se mostrado um negócio rentável. A incidência de sol forte durante todo o ano favorece o cultivo do conhecido “cogumelo do sol” no Norte de Minas.

Mantiqueira

Feijão

mantiqueira

Típico produto da alimentação brasileira é cultivado por pequenos e grandes produtores em todas as regiões. Minas Gerais é o segundo maior produtor do país de feijão primeira safra, também chamado feijão das águas, perdendo apenas para o Paraná.

Doce de leite

mantiqueira

Elaborado com leite de vaca puro, tradicional doce de leite mineiro já alcançou a fama em todo o país. A cidade de Ipanema (MG) registrou o recorde de maior doce de leite do país, ao preparar 507,5 kg de uma vez.

Rios

Cachaça

rios

Água ardente, cachaça, pinga, caninha. Esses são alguns dos nomes da bebida que é feita por meio da fermentação e destilação do melaço da cana-de-açúcar e virou símbolo do Estado. Minas hoje é a maior produtora de cachaça artesanal ou de alambique.

Sul de Minas

Queijo D’Alagoa

suldeminas

Entre as principais regiões produtoras de queijo em Minas Gerais, talvez seja o exemplar mais salgado e com maior acidez. A produção na região tem mais de 100 anos e se iniciou nas mãos de um casal de italianos. O queijo tem aroma de ervas frescas e sabor intenso e persistente na boca.

Vinho

suldeminas

A produção de vinhos está concentrada na região Sul de Minas, onde usam as variedades Jacquez e Bordô para a elaboração de vinhos tintos e Niágara branca para vinhos brancos. Em outras regiões do Estado, produtores também investem em suas potencialidade enológicas.

Uva

suldeminas

Em Minas, a proposta é que a produção de uvas possa criar alternativas de renda para o produtor, com a venda in natura, produção de suco e vinho artesanal, além do fornecimento de suco para escolas.

Ovo

suldeminas

Minas Gerais disputa com o Paraná o segundo lugar na produção nacional de ovos. A cidade de Itanhandú (MG), tem a maior granja da América Latina, com cerca de 11 milhões de galinhas.

Nectarina

suldeminas

A nectarina é uma fruta muito suculenta, com sabor doce e ligeiramente ácido. Minas produz quase 20 mil toneladas nectarina e pêssego por ano e já ocupa a quarta posição no ranking de agricultores que apostam na fruta.

Mirtilo

suldeminas

O mirtilo também é conhecido como blueberry. Tem aproximadamente um centímetro de diâmetro e de tonalidade mais escura. É produzido no Sul de Minas, no pé da Serra da Mantiqueira.

Morango

suldeminas

O Sul de Minas tem milhares de pequenos produtores de morango com grande experiência na produção e comercialização. Minas Gerais é o principal produtor da fruta, respondendo por 63% do mercado nacional.

Leite

suldeminas

Minas Gerais é o maior produtor de leite do Brasil. Inúmeras iniciativas propiciam o desenvolvimento do setor leiteiro. Os produtores familiares recebem orientações de administração, manejo e saúde para conduzir suas propriedades leiteiras de forma mais eficiente.

Inhame

suldeminas

O inhame é superior à batata em teores de amido, proteína e vitaminas do complexo B. Barbacena (MG) é o município que mais produz inhame em Minas Gerais, com uma área plantada de 110 hectares.

Geleia

suldeminas

Com frutas ou temperos, as geleias são feitas em toda a parte do Estado.  Em Gonçalves (MG), cidade reconhecida por suas iguarias culinárias, algumas das geleias são feitas com especiarias e até com café.

Triângulo Mineiro

Vagem

triangulo

A vagem é considerada uma cultura rústica, que não precisa de muitos cuidados e se desenvolve rapidamente. As primeiras vagens são colhidas dois meses após o plantio.

Tomate

triangulo

Minas Gerais é o terceiro maior produtor de tomate do país. O volume produzido representa 11% da produção nacional. A região Centro-Oeste é responsável por 65% da produção vendida na Ceasa da Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Pimenta

triangulo

Em Minas Gerais, a produção de pimenta está presente em 57 municípios. Entre tantas variedades, os mineiros estão apostando em um tipo que chega ser mil vezes mais ardente que a malagueta, a Bhut Jolokia, originária da índia.

Laranja

triangulo

Em Minas Gerais, a maior produção de laranja está no Triângulo Mineiro, região próxima a São Paulo, onde estão concentradas as maiores indústrias processadoras de laranja. O maior município mineiro produtor é Comendador Gomes.

Jiló

triangulo

Um fruto da família das solanáceas, a mesma do tomate e berinjela, entre outras. O jiló contribui na renda de muitos agricultores familiares no estado. A cidade de Uberlândia é a segunda maior produtora de jiló do Estado.

Batata

triangulo

Minas Gerais é o principal produtor de batata do país. Os tipos são os mais diferentes: Asterix, Monalisa, Inglesa, Baraka, Atlantic, Mondial, entre outras. A cidade de Ipuiúna (MG) é conhecida como a “Terra da Batata”.

Abacate

triangulo

O abacate é uma fruta tropical de alto valor para a alimentação humana, contendo vitaminas e sais minerais. Para um bom cultivo dessa planta o solo deve ser leve, aerado e possuir uma capacidade de retenção de água moderada.

Abacaxi

triangulo

Tem sabor muito ácido e muitas vezes adocicado. É rico em vitaminas C, B1, B6, ferro, magnésio e fibras. A cidade de Monte Alegre (MG) é a maior produtora do abacaxi de Minas Gerais.